Pesquisar neste blog

Carregando...

segunda-feira, 25 de outubro de 2010



Veja agora onde podemos encontrar os ácidos aldeídos:



Aldeído acético - etanal, acetaldeido: emprega-se como dissolvente industrial, na fabricação de espelhos de prata.
Aldeído fórmico - metanal - formaldeido, formol - geralmente em solução aquosa 40% emprega-se como desinfetante, matéria prima de fabricação de plásticos fenólico (baquelite, galalite, formica etc)


A uva é formada por compostos químicos que influenciam a estrutura do vinho e estão representados principalmente por ésteres, terpenos, álcoois, ácidos, aldeídos e cetonas (carbonílicos),

terça-feira, 19 de outubro de 2010

- Ácidos Carboxílicos -

  São compostos que possuem uma carbonila unida a uma carboxila, (-COOH). É indicada pelo sufixo “óico” e a numeração sempre que necessária é realizada a partir da carboxila.
   Os ácidos carboxílicos são extremamente comuns na natureza, quando a cadeia carbônica for maior que onze carbonos é considerado como um ácido graxo, importante na síntese de lipídeos.
   Para numerar de modo sistemático os ácidos carboxílicos, substitui-se a terminação do nome do hidrocarboneto que contém o grupo carboxilo pelo sufixo "oico". Assim, por exemplo, o composto CH3 - (CH2)5 - COOH irá chamar-se ácido heptanóico. Ao numerar a cadeia de um ácido carboxílico deve-se considerar sempre número hum o carbono carboxílico.
   Os compostos com menos de seis átomos de carbono recebem nomes vulgares muito usuais: fórmico, acético, propiônico, butírico e valeriânico. Também são muito empregados os nomes vulgares dos ácidos dicarboxílicos até sete átomos de carbono: oxálico, malónico, succínico, glutárico, adípico e pimélico.
   Os sais dos ácidos nomeiam-se variando a terminação -óico dos nomes dos ácidos pelo sufixo "ato" seguindo-se o nome do catião. Assim, por exemplo, o composto  CH3 - COONa irá chamar-se acetato de sódio.
   Os pontos de fusão e de ebulição dos ácidos carboxílicos são mais elevados que os dos compostos de igual peso molecular, devido à forte associação intermolecular por ligações de hidrogênio.
   A solubilidade dos ácidos carboxílicos na água diminui com o comprimento da cadeia hidrocarbonada. Os sais sódicos dos ácidos carboxílicos simples são solúveis em água.
   Os ácidos carboxílicos obtêm-se por oxidação de aldeídos ou de álcoois primários.
   O mais importante dos ácidos carboxílicos é o ácido acético ou etanóico, que se emprega como solvente e para fabricar corantes e acetato de celulose.
   Os ácidos carboxílicos tem odor característico. Os monocarboxílicos que apresentam até doze átomos de carbono apresentam cheiro bastante desagradável. Os indivíduos através de seu metabolismo produzem e excretam ácidos carboxílicos, que é de composição diferente para cada indivíduo; portanto, cada pessoa tem seu cheiro característico. Por isso, o cão, que apresenta olfato bastante aguçado, reconhece as pessoas pelo cheiro. Normalmente um ácido carboxílico está associado a um Fenol.

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Fenol

DEFINIÇÃO QUÍMICA


Os fenóis ou benzenóis são compostos orgânicos que apresentam o grupo hidroxila (O – H) ligado de forma direta a um carbono do núcleo benzênico. Exemplo: 




  Fenol

O grupo OH também é denominado Hidróxi, por isso os fenóis são chamados de Hidroxibenzenos, e devido à capacidade de reagirem com bases, recebem a denominação de ácidos fênicos. 

O fenol é extraído da natureza, do alcatrão da hulha. Os compostos fenólicos são pouco solúveis em água, sólidos, incolores, apresentam caráter ácido e são tóxicos. Essa característica ácida é devido à presença do hidrogênio na hidroxila, o grupo se desprende por ionização quando entra em contato com a água, e torna a solução mais ácida. 

Os fenóis são muito usados na indústria, na fabricação de perfumes, resinas, vernizes, tintas, adesivos, cosméticos, corantes e explosivos. Eles possuem ação bactericida devido ao mecanismo de coagularem proteínas de microorganismos como as bactérias e fungos. Nas fazendas, usa-se uma mistura dos fenóis orto, meta e paracresol para a desinfecção do local de ordenha das vacas, para não haver contaminação do leite. Essa mistura de fenóis é conhecida popularmente como Creolina. 

Esta propriedade bactericida e fungicida dos fenóis foi descoberta por volta de 1870. Nesta época era comercializado como anti-séptico na forma de solução aquosa, e foi fundamental para diminuir o número de mortes causadas por infecção pós-operatória. 


INTRODUÇÃO


fenol é um sólido incolor para branco quando puro. fenol comercial é um líquido que evapora mais lentamente que a água. O fenol tem um cheiro característico que é doentiamente doce e tardará. O fenol é tanto um produto químico fabricado e produzido naturalmente. Grandes quantidades de fenol são produzidos nos Estados Unidos. O fenol é utilizado para a fabricação de plásticos. Fenol também é usado como desinfetante em produtos de limpeza doméstica e produtos de consumo como bochechos, gargarejos, sprays e garganta. 


IMPACTO AMBIENTAL E DE TRANSPORTE


Fenol pode ser encontrado no ar e na água após a liberação da fabricação, uso e descarte de produtos que contenham fenol. Fenol em solo é susceptível de mover-se para as águas subterrâneas. O fenol é rapidamente quebrado no ar, geralmente dentro de 1-2 dias. Fenol podem persistir na água por um semana ou mais. Fenol que permanece no solo podem ser decompostos por bactérias ou outros microorganismos. 


EFEITOS NA SAÚDE


A exposição prolongada ao fenol no trabalho tem sido associada com doença cardiovascular, mas Os trabalhadores também foram expostos a outros produtos químicos, ao mesmo tempo. A ingestão de líquidos produtos que contenham fenol concentrado pode causar danos gastrointestinais graves e até mesmo a morte. Aplicação de fenol concentrado com a pele pode causar danos graves na pele.

Em animais de laboratório, a exposição a curto prazo a elevados níveis de fenol causou irritação o trato respiratório e músculo contrair-se em animais, enquanto a exposição a longo prazo de alta níveis de fenol causado danos ao coração, rins, fígado e pulmões. Os animais de laboratório que bebeu água com concentrações extremamente elevadas de fenol tremores musculares experiente, dificuldade para caminhar, e da morte. aplicação de curto prazo do fenol na pele produziu bolhas e queimaduras nos animais.

Não há evidências de que causa câncer de fenol em seres humanos. A Agência Internacional de Pesquisa sobre o Câncer (IARC) ea EPA determinou que o fenol não é classificado como para a saúde humana carcinogenicidade. 

Aldeído

Aldeído é um composto químico orgânico que se caracteriza pela presença, em sua estrutura, do grupamento H—C=O (formila ou formilo), ligado a um radical alifático ou aromático.
A fórmula bruta dos aldeídos corresponde a um álcool com dois átomos de hidrogênio a menos.
Álcool: H3C-OH (metanol)
Aldeído: H2C=O (formol)
O odor dos aldeídos que têm baixo peso molecular é irritante, porém, à medida que o número de carbonos aumenta, torna-se mais agradável. Os aldeídos de maior peso molecular, que possuem de 8 a 12 átomos de carbono, são muito utilizados na indústria de cosméticos na fabricação de perfumes sintéticos.